quinta-feira, 16 de abril de 2015

sobre as orações, a feitiçaria e os encantamentos

"... e já se dizia que toda a oração bem ou mal direcionada e intencional sobre uma pessoa ou situação, teria os mesmos efeitos que os feitiços muito bem encaminhados; mas que os encantamentos, estes surtiriam efeitos bem mais devastadores sobre a mente e as vontades da alma da pessoa "encantada" ... porque os feitiços, que podem também ser comparados às mais altas formas de maldição, pois se sobrepõem aos verdadeiros desejos do "enfeitiçado", estes amarram, tolhem, embaraçam, cortam ou fecham caminhos, mesmo com o esforço consciente do enfeitiçado, que ainda continua a se manifestar; já os encantamentos para o bem ou para o mal, são uma pior forma de controle mental do que o feitiço, por isto se sobrepõem a toda forma de feitiçaria, justamente porque exercem uma forma de poder que controlam e dopam mentes, assim anulando as ações e os desejos próprios da alma da pessoa "encantada"... como se fosse uma consciência à parte e daí os "encantados" passam a tomar atitudes e caminhos que não são os seus verdadeiros; mesmo os mantras mais singelos, que direcionados na forma de vontades sobre outras pessoas, como uma forma de encantamento, estariam sobrepostos a Consciência Maior e à Mente do "encantado", porque segue a ordem das ações direcionadas e sobrepostas ou impostas de uma pessoa sobre outra pessoa, por isto, segue a ordem dos sentidos de Consciência e energia Inferior"