sábado, 8 de novembro de 2008

♥♥♂♀♂♀♥ A Idade da Loba,

Qual é mesmo a Idade da Loba? Seria o ápice da vida sexual [da fêmea no cil] ou o ápice da vida financeira [adquirindo todos os “mimos” possíveis de se imaginar] ?!?!?!?!Cara de poucos amigos? Não é bem isto. Até se colocar na energia. Nada como a sabedoria e plenitude do Tempo.Sempre curtiu bota em couro com cano e salto alto e bico fino, além do jeans agarrado ao corpo. Hoje, até arrisca os tecidos mais leves.Academia? Nem pensar! Ela nasceu com a boa forma. Ah, vai, quando muito um personal para ajudar no alongamento.Ela tem uma cabeça legal. Não pirou nesta era super-moderna. Afinal, “porque nem toda feiticeira é corcunda, nem toda brasileira é bunda, meu peito não é de silicone”...Bolsa. O que carrega em sua bolsa? Tudo! Agenda, maquiagem, gloss, perfume, absorvente íntimo [interno] e, claro, os documentos – desde a habilitação até o talão de cheques e cartão de crédito – op´s [!] os últimos não, ela só paga à vista!E a vida virtual? Messenger; E-Mail; Sites de Relacionamento. Bom, sempre é possível conhecer pessoas interessantes a partir daí.O período Faculdade já se foi há algum tempo e o MBA... Ah, o MBA! As turmas nunca se formam! Será que ela é exigente demais? Por exemplo, a turma do MBA de Estratégia de Negócios em E-Commerce não se formou. Melhor crer na energia do Universo. Até que um dia, vindo de uma reunião de trabalho ela se depara com um enorme toldo à sua frente, de uma companhia consultora empresarial norte-americana e, justamente [exatamente] o tema da reunião que acabara de participar “Consultoria Empresarial”. Acaso ou atração?!Mercado de Trabalho? Caos! Dez anos mais tarde desencanou e relaxou! Hoje, brincando de Empresária. Mas espera aí! Ainda brincando de empresária já na Idade da Loba? Meio tarde, não? Não! Claro que não! Reduzidíssimo o índice ou número de mulheres bem sucedidas neste período de suas vidas, porque a maioria faliu e até mesmo desistiu, optaram por continuar empregadas até a fase de suas aposentadorias. Medo? Comodismo? Ah, sabe-se lá! Ela não! Mais calma, experiente, inteligente... optou por nem mesmo auto-denominar-se “a empresária”. O quê? Registrar CNPJ? Arcar com Impostos? Nem pensar! Melhor mesmo fazer, antes, “dar certo”. Basta brincar, pois ela cansou de tentar! Se der certo tudo bem e se não der, ela continua a brincar em outros parques ou quintais.Vamos ao médico? Rotina feminina ou um fetiche, fantasia sexual...? As duas coisas!Quer ser mãe! Ainda dá tempo ou é cedo demais? Depende do ponto de vista.Mulher... Às vezes chora... melancolia, cólica, solidão, depressão! Por vezes nem mesmo o mais ousado homem do seu tempo [este mesmo! das reportagens/entrevistas, o mesmo da rádio/TV/internet!] arriscaria desafiá-la, nem mesmo olhar nos seus olhos. Sexo forte ou frágil? Selvagem!Hm...? Relacionamento afetivo? Mas com se come isto mesmo? Prato típico de que continente, país, região...? Com o passar dos anos, a maturidade, a independência, a auto-eficiência. E por que não a elevadíssima auto-estima? Descobre-se que está mais consigo mesma, mais centrada, crítica e seleta. Os homens já não lhe despertam interesse [psíquico, emocional, espiritual, sexual]... frígida? Claro que não! Alma gêmea? O amor da sua vida? Casar-se ou dividir um apartamento? Mas ela prefere um ambiente maior! Uma casa confortável e espaçosa. Isso vale mesmo à pena ou é indiferente? Será que ela não terá uma companhia para esta Existência? Até que um dia... Um Anjo... Ah, um Anjo. Como? Um Anjo? Sim, um Anjo! Um ser demoníaco? Ou angelical? Ambas as possibilidades! Lembranças de uma outra Vida! Impossível! Ah, é possível sim! A Essência é a própria Continuação.Melindrosa ou sete oitavos? E aquela coleção de lingerie branca do enxoval para a primeira [única] noite de núpcias? Será que ela virá... Um dia?Ela quer ser feliz. Não! Ela quer curtir! Observe: Que tipo de “felicidade”? Grande, pequena, curta, longa ou média? Melhor não questionar este quesito. E se a tal “felicidade” nunca for encontrada/atingida/alcançada? Ihhhhh, fodeu! Tudo é tão relativo. Esteja nos momentos. Esteja no movimento, no balanço deste momento.

Um comentário:

Idéias de mulher disse...

Gostei muito , gosto de textos q falam de nós mulhres de forma inteligente.